Anunciar| Tabela de Preços| Enviar Notícia
continuar conectado

Polícia divulga laudo sobre acidente que matou Tiago Zanetti
São José do Rio Pardo|policiais|22/08/2011|2.451 visualizações

Fotos: Gazeta do Rio Pardo

Fotos: Gazeta do Rio Pardo

Está pronto o laudo oficial da polícia científica que averiguou a causa do trágico acidente do dia 1º de junho na estrada do Barreirinho em São José do Rio Pardo, quando morreu Tiago Batistella Zanetti, de 23 anos. O acidente, ocorrido às 16h45, envolveu a moto que ele pilotava, um ônibus rural e outra motocicleta pilotada por Danilo Dalbon Augusto, de 22 anos.

Segundo divuldago no Jornal Gazeta do Rio Pardo, o laudo policial aponta o motorista do ônibus como responsável pelo acidente e agora ele está sendo indiciado por homicídio culposo e embriaguez ao volante. Isto porque, segundo o que consta no laudo, o ônibus invadiu a pista do lado direito, na qual transitavam as duas motos, provocando a colisão frontal. O ônibus ainda avançou cerca de 15 metros após a batida e depois parou.

Tiago realizava trilha de motocicleta com o colega Danilo quando, próximo a uma curva, aconteceu a colisão com o ônibus. O motorista do ônibus foi submetido naquele dia a exame no aparelho etilômetro, que mede a possível dosagem alcoólica na saliva e na boca, e o resultado apontou 0,43. O delegado Benedito Noronha, na ocasião, pediu outro exame, o de sangue, e ficou constatado que o motorista do ônibus estava com 0,8g/l (oito decigramas por litro de sangue), índice considerado muito alto.

Na ocasião, Danilo também acabou atingindo o ônibus, mas sem muita gravidade.



Comentar usando o Facebook
Anônimo
[200.148.41.192]

22/08/2011 21h07
porque homicidio culposo se ele estava alcoolizado? ele não assumiu o risco de ter bebido e dirigido? isso é homicidio doloso...porem é que estamos no Brasil que é o pais da impunidade...isso é revoltante
 
comentarcomentário
500
caracteres
Faça seu login para ter acesso
a todas as funções.
Ainda não tem um login? Registre-se agora!
seu nome
cidade
  
 
Os comentários estão sujeitos às regras de colaboração.