São João da Boa Vista fatura bicampeonato do Grand Prix de Handebol
São João da Boa Vista|esportes|11/12/2012|Views(515)
Nem mesmo o calor exaustivo do fim de semana em São João da Boa Vista foi páreo para os atletas que estiveram em quadra na decisão do Grand Prix 2012 de handebol. Depois de uma semifinal acirrada, São João da Boa Vista e Mogi Guaçu conquistaram vagas na grande final. A rivalidade regional prevaleceu do início ao fim da partida e, os detalhes fizeram a diferença na decisão de domingo (09). Destaque para a atuação à beira de quadra das técnicas Valdirene Musto (São João da Boa Vista) e Luciene Sporta (Mogi Guaçu).
Se fora das quatro linhas não faltou garra e determinação nos gritos de incentivo, dentro de quadra emoções também não faltaram. Ambos os times mostraram conhecimento do adversário e, Mogi Guaçu começou melhor a partida chegando a abrir quatro gols de diferença no primeiro tempo (06 x 02). São João chegou a ficar com um jogador a menos por quatro minutos dentro de quadra. Mas, os gritos de Valdirene surtiram efeito com a equipe e São João esboçou forte reação para tirar a diferença. “Eu estava com alguns meninos dentro de quadra ‘desligados’.
A hora que teve o pedido de tempo, a gente fez um acerto, um puxou a orelha do outro e, por serem atletas que já tem certa experiência, a gente conseguiu acertar. Quando eu fiquei com um jogador a menos por quatro minutos, foi onde a gente acertou a defesa, um jogador marcou por dois, era isso que a gente tinha que fazer mesmo quando estivessem os seis em quadra”, explicou Valdirene.
E as ordens da técnica prevaleceram até o final do jogo. Antes de ir para o intervalo, o time da casa conseguiu empatar e virar a partida – 16 x 12 – e a diferença de quatro gols do início do jogo tornou a aparecer, só que desta vez a favor de São João. Na volta do intervalo, Mogi Guaçu tentou reverter a situação, mas não conseguiu tirar a diferença dos gols.
São João ditou o ritmo do jogo na etapa final e conseguiu ampliar para seis gols a vantagem, fato que deu ao time anfitrião o bicampeonato do Grand Prix de Handebol – 34 x 28. Pelo lado de São João, destaque para o jogador Bruno, autor de oito gols marcados na decisão. Defendendo Mogi Guaçu, Guilherme foi o destaque com sete gols anotados. Ao final da partida, a técnica sanjoanense descreveu a importância deste título para a equipe: “Representa um ano de muito treino, muita luta e dedicação.
A gente perdeu a final dos Jogos Regionais para eles, então estava meio engasgada a equipe deles, porque lá a gente também fez um bom jogo e acabou perdendo nos detalhes. Então já viemos com essa disposição”.
São João da Boa Vista teve em quadra – Anderson (1 gol); Diego Missassi; Bruno (5 gols); Charles (4 gols); Guilherme Milan (4 gols); Luis Gustavo Fernandes (2 gols); Renan (3 gols); Douglas; Marcelo; Luis Gustavo; Rodrigo (1 gol); João (4 gols); Diego (5 gols); Moisés; Lucas e Fernando (1 gol).
Mogi Guaçu teve em quadra – Wyllerson; Diego (4 gols); Victor (2 gols); Clayton (1 gol); Guilherme (7 gols); Cleones (4 gols); Caio (2 gols); Rafael (6 gols); Jackson e Bruno (2 gols).
São Vicente derrota Rio Claro e garante a terceira posição

Tão quente como a decisão do título foi a disputa pela terceira posição. Rio Claro e São Vicente se enfrentaram em um jogo carregado de emoções. Assim como no jogo principal, os detalhes e o cansaço fizeram a diferença ao longo da partida.
Rio Claro começou melhor e ditou o ritmo durante boa parte do primeiro tempo de jogo, mas a equipe de São Vicente não se entregou e conseguiu reverter o placar. Além disso, o forte calor que fez em São João da Boa Vista contribuiu, e muito, para a exaustão dos jogadores de Rio Claro que, diferente do adversário, tinha poucas peças no banco de reservas para descansar os atletas. Desta forma, o time da baixada santista foi para o intervalo com uma diferença de dois gols a seu favor – 16 x 14.
Mais correria estava por vir no segundo tempo de jogo e emoções não faltaram.
O time de São Vicente teve o jogador Renan expulso depois de um empurrão irregular no jogador adversário. Mas, nem assim a equipe se entregou. Destaques para os jogadores Danilo e Adriano que balançaram as redes oito vezes cada um.
Rio Claro mostrou garra e determinação nos momentos finais de jogo e teve sucesso no bloqueio de algumas investidas do adversário, mas não foram suficientes para alterar o placar.
São Vicente soube se aproveitar do cansaço de alguns jogadores de Rio Claro e a diferença que antes era de apenas dois gols, no fim da partida aumentou para cinco – fim de jogo: São Vicente 32 x 27 Rio Claro.  Os jogadores Adriano e José foram os destaques dos rio-clarenses com seis gols marcados.
São Vicente teve em quadra – José (1 gol); Lincon (1 gol); Adonis (2 gols); Marcos; Danilo (6 gols); Carlos (3 gols); André; Renan; Gabriel; Adriano (8 gols); Joenito (4 gols); Francenilson; Marcelo e Fernando (3 gols).
Rio Claro teve em quadra – Antônio Inglês; Eloy; Maurício (3 gols); Mateus; José (6 gols); Adriano (6 gols); Daniel; Gustavo (5 gols); Alexandre (2 gols) e Edson (4 gols).



 

As informações e foto são do site da Federação Paulista de Handebol


notícias relacionadas:
Comentar com o Facebook
Comentários
0
comentários
0
pendentes
0
bloqueados


Nenhum comentário para esta notícia.
 
comentarcomentário
500
caracteres
Faça seu login para ter acesso
a todas as funções.
Ainda não tem um login? Registre-se agora!
seu nome
cidade
  
 
Os comentários estão sujeitos às regras de colaboração.