anunciar tabela de preços enviar notícia
rede social :: login
Alunos da Unifae incentivam a doação de sangue
São João da Boa Vista|cursos e concursos|14/06 18:51|394 visualizações
Alunos promovem ações de conscientização e incentivo à doação de sangue


Quem passa pelos arredores da UNIFAE percebe a cor diferente na fachada do campus, que à noite está iluminada de vermelho. A estratégia faz parte da campanha nacional Junho Vermelho, que visa incentivar a doação de sangue.
 
Durante todo o mês, que é um dos mais frios do ano, estudantes de todos os cursos têm realizado atividades de conscientização e incentivo tendo como slogan Não deixe que o frio quebre essa corrente pela vida. Com a chegada do inverno, o aumento das infecções respiratórias e outras enfermidades faz com que as doações diminuam em média 30%. Além disso, com o período de férias, aumenta o número de acidentes nas estradas, o que pressiona ainda mais os estoques dos hemocentros. No caso de cirurgias ou tratamentos, só se pode contar com a solidariedade dos doadores. 
 
Os alunos que compõem a Trupe do Palhaço estiveram nas ruas e avenidas de São João da Boa Vista realizando entrega de folhetos e esclarecendo os interessados. O grupo também visitou a BioClínica, empresa responsável pela coleta de sangue na cidade, interagindo com os doadores e parabenizando-os pela atitude.
 
COMO SURGIU O MOVIMENTO


As irmãs Debi Aronis e Diana Berezin iniciaram o movimento Junho Vermelho em 2011, com o objetivo de conscientizar o brasileiro da necessidade de tornar a doação de sangue um hábito. Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), a recomendação é que, no mínimo, 5% da população seja doadora. No Brasil, essa porcentagem não chega aos 2%. São Paulo é o Estado com o melhor índice de doações em todo o país, correspondendo a 25% do total. Todavia, segue ainda muito abaixo do padrão internacional.
 
Para mudar este cenário, o poder público, a iniciativa privada e a sociedade civil de diversas cidades e Estados do Brasil, se comprometeram a iluminar de vermelho monumentos e prédios para chamar a atenção da população para este problema.  Em São João da Boa Vista, a UNIFAE aderiu de imediato: Como uma instituição de educação que tem diversos cursos na área de Saúde, inclusive Medicina, sabemos da importância de contribuir com essa corrente pela vida&, enfatiza o reitor Francisco de Assis Carvalho Arten.
 
SEJA UM DOADOR
Ao contrário do que muitos imaginam, doar sangue não debilita a pessoa, pois a quantidade retirada em cada doação é recuperada em cerca de 24 horas. Além disso, doar não vicia, não afina e nem engrossa o sangue. Não há obrigatoriedade de doar novamente e o processo é absolutamente seguro, pois todo material utilizado é descartável, de uso único.
 
Mas antes de tomar esta atitude, certifique-se de que se enquadra nos requisitos necessários: estar em boa condição de saúde ter entre 16 e 69 anos (lembrando que dos 16 aos 17 é necessário a presença dos pais ou responsável legal) fazer a primeira doação até os 60 anos ter peso igual ou superior a 50 kg tomar um bom café da manhã (pão, bolachas, frutas, leite ou suco), evitando alimentos gordurosos. Lembre-se ainda que antes da doação é preciso não ter ingerido bebida alcoólica por, pelo menos, 12 horas ter dormido, pelo menos, 6 horas e não ter fumado por, pelo menos, 2 horas. 
 
Se tudo estiver bem, realize sua doação no hemocentro mais próximo, levando com você um documento original com foto. Fazendo a sua parte, você contribui para que muitas vidas sejam salvas.

enviar notíciaenviar informaçõesenviar foto comentar

Comentar usando as Redes Sociais
16/06 10:03

nossa ela é muito linda eim

Comentar esta notícia

comentário

(500 caracteres)

nome completo
cidade