anunciar tabela de preços enviar notícia
rede social :: login
Os novos tempos exigem empresas criativas e flexíveis - UNIFAE
São João da Boa Vista|cursos e concursos|28/04 10:13|172 visualizações
Há quem diga que depois da pandemia do Covid-19 o mundo nunca mais será o mesmo, ainda que neste momento não se saiba exatamente o que isso significa. De fato, o que a história nos ensina é que os momentos de crise sempre são uma oportunidade para o surgimento de novos negócios e a implantação de estratégias criativas que, ao levar em conta as transformações do mercado e o comportamento do consumidor, conseguem ser bem sucedidos. 
Segundo o Prof. Luiz Pascoal Belmonte, coordenador do curso de Administração da UNIFAE, os novos dias são um desafio para os empresários, que precisam desenvolver virtudes, como  paciência, tranquilidade e calma, bem como habilidades de diálogo e negociação, tanto agora  quanto depois da pandemia: &ldquoTodos nós - empresários e autônomos - temos nossos clientes e fornecedores internos e externos. Então, o primeiro ponto que enfatizo é a negociação. O segundo ponto, é a capacidade de adaptação, flexibilidade e resiliência, pensando em como podemos nos encaixar ou entrar neste novo circuito. O terceiro ponto, é ter em mente o mercado futuro, é preciso imaginar o que nós faremos. Já existem pessoas vendendo, comprando e negociando para o futuro, e isto preserva o relacionamento fornecedor-cliente, um elemento essencial para todo negócio.&rdquo
O administrador destaca ainda que uma questão crucial nesta etapa é a reflexão sobre como as empresas e profissionais autônomos estão usando o Marketing para se manter no mercado: &ldquoCada vez mais trabalhamos com mídias sociais, como Facebook e Instagram, e o uso das redes cresceu nesta situação, tanto para realizar contatos quanto vendas. Então, é preciso analisar a atuação da empresa neste novo cenário. Ninguém pode parar! É necessário repensar os meios e formas de entregar o que o cliente necessita, logística, relacionamento, formas de pagamento, lembrando que precisa haver uma revisão do orçamento, que sofreu impacto significativo.&rdquo
É fato que a economia vai demorar a se estabilizar novamente e ainda não temos uma previsão de quanto tempo isto vai levar. Portanto, o foco tem de ser o aqui e agora: &ldquoO compromisso tem de ser com o presente, alinhado com o planejamento para o futuro, sempre usando o diálogo e a tranquilidade na negociação, que é a base para a preservação dos negócios&rdquo, conclui o Prof. Pascoal.
Assessoria de Imprensa - UNIFAE                            
enviar notíciaenviar informaçõesenviar foto comentar

Comentar usando as Redes Sociais

Comentar esta notícia

comentário

(500 caracteres)

nome completo
cidade