anunciar tabela de preços enviar notícia
rede social :: login
Asma e atividade física combinam? Médico lista os esportes permitidos
Brasil|esportes|20/07 23:13|362 visualizações
Guilherme Azizi, membro do Serviço de Imunologia do HUCFF-UFRJ e Médico do Fluminense Football Club.
 
Asma e atividade física combinam? Médico lista os esportes permitidos
Quem tem asma não imagina que pode praticar atividades físicas. Os exercícios e os esportes podem ser grandes aliados, já que promovem o bom funcionamento cardiorrespiratório e diminuem os riscos de novas crises1.
A asma é uma das doenças crônicas mais comuns que afeta tanto crianças quanto adultos, acometendo cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo2. Dados da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia apontam que, no Brasil, existem, aproximadamente, 20 milhões de asmáticos e a patologia é a terceira ou quarta causa de hospitalizações pelo SUS (2,3% do total), conforme o grupo etário considerado2.
 
Para aqueles que têm vontade de praticar natação, corrida, andar de bicicleta, jogar futebol, fazer yoga ou pilates, os especialistas afirmam que é possível quando o paciente está com a doença controlada, seguindo as orientações médicas e realizando o tratamento médico de forma correta3.
 
"Parte dos portadores de asma grave iniciam as atividades físicas caminhando, ao menos, 30 minutos por dia. Essa frequência ajuda a diminuir os sintomas da asma e ajuda a seguir para as atividades mais intensas, caso tenham interesse"3, explica Guilherme Azizi, membro do Serviço de Imunologia do HUCFF-UFRJ e Médico do Fluminense Football Club.
 
Além disso, a atividade física é indicada parar melhorar além do condicionamento cardiorrespiratório, aumentar a tolerância ao esforço1. Não à toa, essa é a doença crônica mais comum entre os atletas olímpicos (8%)1.
 
Para os pacientes de asma, um pulmão treinado e melhor oxigenado favorece até mesmo no controle dos sintomas da ansiedade, visto que a pessoa com a doença muitas vezes desenvolve crises de ansiedade pelo medo das consequências da falta de ar em alguns momentos4.
 
O que não faltam são bons exemplos na vitrine do nosso esporte brasileiro quando falamos de asma. Atletas como a atacante Marta, jogadora de futebol eleita seis vezes a melhor do mundo, assim como os nadadores Fernando Scherer e Cesar Cielo1,5. E todos são campeões ou medalhistas olímpicos.  
 
Desse modo, para os que buscam o melhor condicionamento físico, melhor padrão respiratório e o fortalecimento dos músculos da caixa torácica, o esporte será um grande aliado1.
 
 
NATAÇÃO
A natação é frequentemente recomendada aos asmáticos como um meio seguro e agradável de manter a função pulmonar, aumentar sua capacidade aeróbica e melhorar sua qualidade de vida6. A modalidade é eficaz para tratar a bronquite e a asma, dilatando os brônquios, alvéolos e pulmões, o que melhora a respiração celular e a saturação7. Porém, é recomendado aos nadadores com asma que evitem piscinas mal gerenciadas, com níveis excessivos de cloro no ar ou na água, porque ele pode dificultar a respiração6.
 
FUTEBOL
Jogar futebol pode ser uma atividade física muito intensa, por isso o paciente estará mais suscetível a desencadear os sintomas de asma8. É preciso atenção ao clima, porque se estiver muito frio ainda haverá chances de novas crises9.
 
BICICLETA
Andar de bicicleta pode ser uma atividade física muito proveitosa. Porém, transitar de bicicleta ou praticar atividade física no ambiente urbano também exige cuidados, porque o exercício físico intenso eleva a frequência respiratória e aumenta relativamente o contato das vias aéreas e alvéolos com os poluentes que contaminam o ar inalado10. No primeiro momento, o ideal seria andar devagar, para que o indivíduo avalie as possibilidades e sintomas de uma crise no momento da prática com maior velocidade11.
 
YOGA
O yoga é uma atividade que engloba um sistema amplo e milenar de conhecimentos e sua prática diferencia-se pelos movimentos coordenados com a respiração e uma atitude de atenção plena que integra corpo, mente e energia vital12. Começar a praticar pode melhorar a função pulmonar e a qualidade de vida em pacientes com asma estável leve a moderada13.
 
PILATES
O interessante dessa atividade física é que o seu criador, Joseph Pilates, sofria de asma na infância14. A prática preza muito não só apenas pela respiração, mas também pela concentração, precisão e fluidez dos movimentos14.
 
CORRIDA
Correr em alta intensidade é considerado uma atividade física que pode desencadear os sintomas da asma8. Mas, nem sempre é preciso evitar a prática, porque, geralmente, é fácil controlar a velocidade8. Porém, o ambiente influencia no aparecimento dos sintomas e existem alguns fatores que os desencadeiam, como temperatura e umidade climática, poluição do ar, pólens e fungos suspensos no ar bem como vapores químicos dispersos, como aquelas encontradas em piscinas8.


enviar notíciaenviar informaçõesenviar foto comentar

Comentar usando as Redes Sociais

Comentar esta notícia

comentário

(500 caracteres)

nome completo
cidade